Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sábado, março 06, 2010

Houve uma época...

Houve uma época em que os jogos eram tão pequenos quanto eram divertidos.

quarta-feira, março 03, 2010

Windows 3.1 versão Online!

Um programador chamado Michael Vincent, em um momento de pura vadiagem, decidiu recriar o sistema operacional Windows 3.1 (que rodou em computadores do mundo inteiro até 1992), mas em uma versão Online!
Achei a idéia bem bacana para mostrar a evolução dos sistemas operacionais e deixar a molecada que não conhece e não tem idéia de como eram as primeiras versões do Windows entendidas do assunto.
windows online 3 imagem
Para utilizar o Windows 3.1 Online clique aqui ou na imagem acima!


Cartão de desculpas de um nerd

segunda-feira, março 01, 2010

ISSO NÃO É AMOR

  • O amor não faz brotar uma nova pessoa dentro de você. O nome disso é gravidez. O amor é outra coisa.

  • O amor não te deixa completamente feliz. O nome disso é Prozac. Amor é outra coisa.

  • O amor não te faz acreditar em falsas promessas. O nome disso é campanha eleitoral. O amor é outra coisa.

  • O amor não te deixa completamente imóvel. O nome disso é trânsito de São Paulo. O amor é outra coisa.

  • O amor não te liberta. O nome disso é ALVARÁ DE SOLTURA. Amor é outra coisa.

  • O amor não te deixa quente e te leva pra cama. O nome disso é dengue. O amor é outra coisa.

  • O amor não te deixa saltitante. O nome disso é Pogobol. O amor é outra coisa.

  • O amor não te faz esquecer de tudo. O nome disso é amnésia. Amor é outra coisa.

  • O amor não te faz perder a articulação das palavras de repente. O nome disso é AVC. O amor é outra coisa.

  • O amor nao te faz sentir borboletas no estomago, o nome disso é fome. O amor é outra coisa.

  • O amor não te deixa molinho e manhoso. O nome disso é Rivotril. O amor é outra coisa.

  • O amor não te deixa temporariamente cego. O nome disso é spray de pimenta. O amor é outra coisa.

  • O amor não faz seu mundo girar sem parar. O nome disso é labirintite. O amor é outra coisa.

  • O amor não te deixa sem chão, o nome disse é cratera. O amor é outra coisa.

  • O amor não retribui suas declarações. O nome disso é restituição de imposto de renda. O amor é outra coisa.

  • O amor não leva teu café da manhã na cama e ainda dá na boquinha. O nome disso é enfermeira. O amor é outra coisa.

  • O amor não te faz olhar pro céu e ver tudo colorido. O nome disso é queima de fogos de artifício. O amor é outra coisa.

  • O amor não te faz ficar simpático e amoroso de repente. O nome disso é Natal. O amor é outra coisa.

  • O amor não te deixa à mercê da vontade alheia. O nome disso é Boa Noite Cinderela. O amor é outra coisa.

  • O amor não te faz ver o mundo cor-de-rosa. O nome disso é baitolice. O amor é outra coisa.

  • O amor não é aquela coisa brega, mas que te remexe todo. O nome disso é Banda Calypso. O amor é outra coisa.

  • O amor não te dá a chance de mudar o que está diante de você. O nome disso é controle remoto. O amor é outra coisa.

  • O amor não tira suas defesas. O nome disso é HIV. O amor é outra coisa.

  • O amor não te pega desprevenido e te impulsiona para frente. O nome disso é topada. O amor é outra coisa.

  • O amor não faz o coração bater mais rápido. O nome disso é arritmia. O amor é outra coisa.

  • O amor não faz você dar suspiros. O nome disso é dia de Cosme e Damião. O amor é outra coisa.

  • O amor não te faz ver tudo com outros olhos. O nome disso é transplante. O amor é outra coisa.

  • O amor não te faz arder em chamas. O nome disso é combustão instantânea. Amor é outra coisa.
  • Qual a importância da desfragmentação do disco rígido?

    Antes de sabermos a finalidade da desfragmentação é importante entender como funciona o disco rígido.
    O disco rígido funciona da seguinte maneira, cada vez instalamos algo, por menor que seja, cada vez que criamos arquivos e os movemos na nossa máquina fazemos com que o que é armazenado no disco rígido fique “espalhado” pelos seus vários setores.
    Quando um arquivo de 10 mb, por exempo, é removido o espaço por ele ocupado se torna vago e os demais arquivos mantêm suas posições, ou seja, eles não se movem, criando assim um “buraco” no disco. Posteriormente, ao ser instalado um novo programa, que tenha o peso de por exemplo 20 mb, ele ocupará inicialmente o espaço desocupado pelo arquivo removido (aquele de 10 mb) e como o espaço não será suficiente, ele gravará o tamanho excedente em algum espaço livre. Com isso o computador fica mais lento pois o sistema fica procurando as partes de tal programa. Quando desfragmentamos o disco esses arquivos que estão espalhados irão se juntar.
    O desfragmentador organiza todos os arquivos, deixando-os fáceis do sistema encontrá-los, assim deixando o PC mais rápido.