Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sábado, dezembro 12, 2009

Vírus no Linux ?

Dia 8 de Dezembro, foi registrado em alguns sites uma notícia a respeito de um screensaver infectado por um malware, encontrado no maior site de personalização do ambiente gnome, gnome-look. Notícia essa, bem peculiar aos usuários ou conhecedores do linux.

O pacote .deb que prometia instalar o protetor de tela de uma cachoeira, nem ao menos se preocupava em fazê-lo. Ele apenas executava um script com privilégios de Administrador e realizava ataques DDoS.

Descoberto no mesmo dia por um usuário mais atento, ele tratou de postar a solução no mais conhecido fórum ubuntu brasileiro.

Como se não bastasse dia 09 outra praga surgiu no mesmo site, dessa vez como um tema intitulado de ninja. a solução para esse problema é encontrado no mesmo tópico, sugere-se que a pessoa que tenha instalado esses temas ou que suspeite estar infectado que leia o tópico por inteiro.

Isso ressalta um dos grandes dilemas a respeito do mundo linux, muitos usuários desse sistema se gabam por ter o sistema mais protegido do mundo, e realmente o tem. Contudo, isso não significa um sistema livre de falhas. Logo, políticas de segurança como ativação de Firewall, políticas de segurança quanto a senhas (sugere-se uma senha que misture letras em caixa alta e baixa, números e caracteres especiais) e contas, manter o sistema sempre atualizado e o mais conhecido e eficiente bom senso quanto a links.

Fonte: Linha Digital

quarta-feira, dezembro 09, 2009

Para arrumar a casa

Giovanna Antonelli, quer dizer, Patrícia Amorim venceu com 792 votos

Um dia após ser eleita a primeira mulher a presidir o Flamengo, para o período de 2010 até 2012, Patrícia Amorim afirmou ontem que Adriano só não continua na Gávea se não quiser, mas deixou escapar que espera uma mudança de comportamento do Imperador.
 
“O Adriano só não fica se não quiser. Logicamente o comportamento precisa melhorar um pouco”, afirmou Patrícia. A presidente afirmou que trabalhará no futebol como sempre fez nos esportes olímpicos, conversando “olho no olho” com os atletas. “Todo bom atleta é gênio, tem personalidade difícil (...) Mas eu falo olho no olho e não tenho problema”, afirmou ela, completando: “Determinadas posturas podem comprometer a equipe, mas não sou linha dura. É preciso ter confiança e conversar”.

Mais cedo, a presidente já havia mostrado que não quer privilégios na Gávea. “O Adriano tem um capítulo muito especial. Mas se ele tem um capítulo, o clube tem vários”, disse. Patrícia ainda reforçou que a permanência de Adriano dependerá só dele. “O Adriano casou muito bem com o Flamengo. Ele sempre diz que dinheiro não é tudo e estamos apostando nisso”
 
A presidente também falou de alguns projetos. “Quero sócio-torcedor diferenciado. Há a possibilidade de usar a lei de incentivo fiscal, criando desconto no Imposto de Renda. Ou talvez possibilitar a compra de ingresso antecipado”, afirmou.
 
Patrícia disse que a reestruturação do Ninho do Urubu está orçada em R$ 25 milhões, mas pode ser feita em etapas, com a primeira custando entre R$ 10 milhões e R$ 15 milhões. A reestruturação da Gávea sairia a R$ 8 milhões. A presidente eleita  (parecida com a atriz Giovanna Antonelli) afirmou que é preciso estancar a dívida, de  mais de R$ 300 milhões.

CBF , enfim, reconhece  o hexa do Fla

Quem disse que a CBF, entidade máxima do futebol brasileiro, não reconhece o hexacampeonato do Flamengo? Ontem, durante o congresso esportivo Footecon, o presidente Ricardo Teixeira afirmou que torce para que a presidente eleita do clube, Patrícia Amorim, conquiste o hepta no Brasileirão de 2010. “Tenho certeza que a Patrícia vai fazer um grande trabalho. Boa sorte a ela porque quero ser heptacampeão”, disse  Teixeira, cuja entidade aponta como campeão de 1987 o Sport, não o Flamengo, que venceu a Copa União.
 
O torneio foi organizado pelo Grupo dos 13. O Flamengo disputou e venceu o Módulo Verde, em que estavam os times da Primeira Divisão. O regulamento inicial   não previa cruzamento de módulos.  A CBF determinou o cruzamento,  o Grupo dos 13 não concordou e a polêmica começou.