Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sábado, dezembro 08, 2012

Adail Pinheiro é “Abençoado” e Seu Julgamento Saiu de Pauta

 
Brasília – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retirou de pauta na última hora no dia de ontem, o processo contra o prefeito eleito de Coari, interior do Estado do Amazonas, Adail Pinheiro (PRP), que é acusado de possuir ficha suja, inclusive ficar impedido de vir a ser empossado no mencionado cargo.

O processo denunciando Adail Pinheiro chegou a ser retirado de pauta, uma vez que havia sido confirmado para ser julgado no plenário do TSE, em Brasília. Ninguém chegou a explicar os motivos que levaram os membros do órgão federal tomar esta decisão. Os advogados contratados pelo candidato a Prefeitura Municipal de Coari, Raimundo Nonato Magalhães (PRB) chegaram a questionar os motivos sobre a retirada inesperada da matéria que estava pronta para ser julgada.

Diante deste quadro anunciado pelos membros do TSE, em Brasília, agora, os advogados de acusação querem saber para quanto tempo será dado o prazo para que a matéria possa ser novamente marcada a fim de ser apreciada  em plenário. Esta não e a primeira vez que, o TSE consegue anunciar para imprensa, o cancelamento de processos a serem apreciados pelos membros do TSE para que, os crimes cometidos pelo prefeito eleito de Coari sejam apreciados.

Fonte: Blog O Furacão

quarta-feira, dezembro 05, 2012

Registro de Adail pode cair no TSE

Registro de Adail pode cair no TSE

O voto do ministro Dias Toffoli, do Tribunal Superior Eleitoral, indeferindo o registro de candidatura do prefeito reeleito de Barcelos, José Ribamar Beleza, com base em decisões do TCU,  poderá ser adotado em relação ao ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro. 
  
Toffoli é relator do recurso especial interposto pelo Ministério Público Eleitoral  contra o registro de candidatura de Adail. O TRE-Am considerou o prefeito eleito de Coari  fora do alcance lei da “ficha suja. Mas o caso de Adail  tem semelhanças com o de José Ribamar Beleza. As condenações no TCU indicam que o ministro pode adotar no seu voto a mesma linha usada para justificar o indeferimento da candidatura do prefeito reeleito de Barcelos.
 
Caso o registro de candidatura de Adail Pinheiro seja indeferido, Coari  não terá novas eleições. O segundo colocado,  Raimundo Magalhães (PRB), é quem assume o cargo, uma vez  que Adail  não obteve mais de 50% dos válidos.
 

segunda-feira, dezembro 03, 2012

Em Brasília, parlamentar encampa luta de coariense contra candidatura de Adail Pinheiro

Frente Parlamentar quer mais rapidez no julgamento do caso de Coari e dos prefeitos brasileiros que foram eleitos, mas estão “pendurados” no TSE