Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sábado, agosto 06, 2011

Vítima de atentado, prefeito de Coari (AM) descarta perseguição política

Após fazer exame de corpo de delito no IML, prefeito Arnaldo Mitouso, falou rápido com a imprensa, mas afirmou não ter suspeitos para a tentativa de homicídio

Ao falar com a imprensa Arnaldo Mitouso descartou que a tentativa de homicídio tenha ligação política (Antonio Menezes)
 
Dentro de duas semanas o Instituto Médico Legal (IML) deve expedir o laudo com o resultado do exame de corpo de delito ao qual o prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso, 53, foi submetido na manhã deste sábado (6), em virtude da tentativa de homicídio, do qual foi vítima, nesta sexta-feira (5) à noite, em companhia do segurança Celidônio Aires da Silva, 52.
De acordo com a equipe profissionais do IML que atenderam Mitouso e Celidônio – mas que pediram o sigilo constitucional da fonte -, os tiros que atingiram o prefeito de Coari teriam sido superficiais, ou seja, de raspão, enquanto o segurança foi atingido na cabeça pelos estilhaços dos vidros do veículo, quando  o mesmo foi atingido pelas balas.
Após ser submetido aos exames, Arnaldo Mitouso, falou rápido com as equipes de reportagem que se encontravam no local e afirmou não ter suspeitos para o atentado, e muito menos ter recebido ameaças de morte, além de descartar que o ataque tenha partido de algum grupo político rival.
Entretanto, o secretário de Comunicação de Coari, Diego Braga, que acompanhava Mitouso, chamou a atenção para o fato de que, na manhã desta sexta-feira , o prefeito foi agredido fisicamente durante a realização de uma reintegração de posse, de um terreno particular, em Coari.
O atentado será investigado pela Delegacia de Repressão e Combate ao Crime Organizado (DRCO).
Ao sair da sede do IML, Arnaldo Mitouso, em companhia do segurança Celidônio seguiu escoltado por uma viatura das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), para a sede da Delegacia Geral de Policia Civil, localizada no bairro Dom Pedro, Zona Oeste de Manaus, para prestar depoimento.

Fonte: ACritica

Prefeito de Coari sofre atentado na zona norte de Manaus


Mitoso atribui atentado a questões políticas

 
Para o prefeito de Coari, Arnaldo Mitoso, o atentado que sofreu seta-feira, por volta de 23h, quando se dirigia para sua casa, na avenida Torquato Tapajós, pode ter conotação política."Não sei dizer quem ou porque, mas acredito que pode estar ligado a questões políticas
 
A polícia está investigando e mais cedo em breve saberemos o motivo de terem tentado me matar", disse em coletiva ontem de manhã no Instituto Médico Legal (IML), onde foi fazer exame de corpo de delito.Mitoso, que foi atinfgido de raspão por um tiro na nuca, contou que estava indo para casa, em companhia do segurança e amigo Selidônio Aires que também foi atingido por um tiro de raspão na cabeça,quando alguns homens -ele não sebe precisar quantos - começaram a disparar de dentro de um veículo que ele não soube dizer se era um Fiat ou um Gol escuro.

"Não sei como sobrevivi. Se vocês virem a situação do carro, teriam uma noção do que aconteceu", disse o prefeito que parecia tranquilo após o atentado. Mitoso responde a processo por ter matado um homem há seis anos.
 
Ele também é inimigo político do grupo do ex-prefeito Adail Pinheiro, até hoje um líder em Coari. Mitoso não quis declinar nomes de suspeitos.
 

Novas Fotos do Atentado

http://media.d24am.com/24am_web/397/noticias/images/thumbs/28621_640x480_scaled_0565664001312646306.jpg 







Fonte: DiárioAM

Notícias e fotos no Blog do Marcos Santos

O prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso, cujo carro foi alvejado com cinco tiros, será submetido a exame de corpo delito às 10h30 no Instituto Médico Legal (IML). “Ele tem um buraco no pescoço que atravessa de um lado para o outro”, disse a assessora de imprensa do prefeito, Any Margareth. O atentado ocorreu na Torquato Tapajós, na saída da estrada do aeroporto Eduardo Gomes.

 Prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso

O motorista Celidônio Aire da Silva salvou a vida do prefeito, segundo os relatos de ambos à polícia, agora há pouco. Quando o carro dos atiradores, provavelmente um Fiat Palio, emparelhou e os primeiros disparos foram feitos, o motorista gritou: “Prefeito, eu acho que é bala”. E empurrou a cabeça dele para baixo, acelerando a picape Toyota Hilux do prefeito.
“Só um milagre salvou as vidas deles. Tem uma bala no banco, no lugar do coração, e outras três tiraram pedaços do encosto da cabeça do banco do passageiro da Hilux. A polícia afirma que os disparos foram feitos de uma pistola PT40″, disse Any.
 Fotos: Robson Daniel/ Divulgação
 O carro ensaquentado de Mitouso
O lugar do tiro que varou de um lado para o outro no pescoço do prefeito sangrou e os assessores tentaram levá-lo de volta ao hospital, mas ele se recusou. O tiro que atingiu Celidônio também pegou de raspão e, embora tenha deixado um sulco profundo no couro cabeludo, não representa perigo. Ele também foi liberado, após os primeiros atendimentos.
O próprio sub-secretário estadual de Inteligência, Tomás Vasconcelos, participou da tomada de depoimento de Mitouso, no 14º Departamento Integrado de Polícia (14º DIP). “Eles disseram que se trata de um trabalho de profissional”, disse Any.
A polícia não tem dúvida de que se trata de atentado, puro e simples, sem tentativa de assalto, porque os homens dispararam e foram embora, além de trabalho profissional.




Fonte: www.blogmarcossantos.com.br

Câmeras de segurança podem identificar carro de onde partiram tiros contra prefeito de Coari

Câmeras de segurança podem identificar carro de onde partiram tiros contra prefeito de Coari 
o secretário de Inteligência, Thomaz de Vasconcelos Dias, tomou conhecimento do atentado contra o prefeito de Coari,  Arnaldo Mitouso,  por volta de meia noite e determinou uma varredura nas câmeras de segurança  espalhadas pela avenida Torquato Tapajós, local da tentativa de homicídio,  para verificar se identifica a placa do veículo onde estavam os pistoleiros.

ATUALIZADA - O prefeito Coari, Arnaldo Mitouso, foi ferido no pescoço por volta de 23h40m de sexta-feira, depois que seu carro, uma Hilux, foi cercado por pistoleiros na Avenida Torquato Tapajós. Uma das balas atravessou o pescoço do prefeito, sem atingir nenhuma veia vital. Ele foi levado por seguranças para  o pronto-socorro João Lúcio, onde foi atendido,  Outro ferido no atentado foi o segurança de Mitouso. Celidônio Aire da Silva, que levou um tiro de raspão na cabeça.
O carro do prefeito ficou com as marcas dos cinco tiros desferidos pelos  pistoleiros. A Polícia investiga a origem do atentado. Uma pericia está sendo realizada neste momento jo veiculo. O  prefeito não corre risco de morte.
O prefeto deixou o pronto-socorro   às 3 horas  e foi conduzido por batedores do grupo Fera para prestar depoimento no 14º Distrito Integrado de Polícia.  As 10 horas, passa por exame de corpo de delito no Instituo Médico Legal.
O  secretário de Inteligência, Thomas de Vasconcelos Dias, tomou conhecimento do caso por volta de meia noite e determinou uma varredura nas câmeras de segurnaça  espalhadas pela avenida Torquato Tapajós, local do atentado, para verificar se identifica a placa do veículo onde estavam os pistoleiro.

Prefeito de Coari (AM) é alvo de tentativa de homicídio em Manaus

SÍNTIA MACIEL E MARIANA BRAGA
 
Ocupantes de um veículo modelo Palio, de cor escura e placas não identificadas realizaram tentaram assassinar por volta das 11h40 desta sexta-feira (5), o prefeito do município de Coari – localizado a 370 quilômetros de Manaus -, Arnaldo Almeida Mitouso, no momento em que ele retornava para casa, em um condomínio localizado na estrada Torquato Tapajós, Zona Norte de Manaus, acompanhado do segurança Celidônio Aires da Silva.
Por volta das 21h, Mitouso, de acordo com assessoria de comunicação, saiu para jantar com Celidônio.
Ao retornarem para casa, a aproximadamente 300 metros do bairro Novo Israel, o segurança teria percebido que o veículo no qual eles estavam, uma picape modelo Hilux, de cor e placas não informadas, estava sendo seguido pelo Palio.
Após pedir que o prefeito se abaixasse dentro do veículo para evitar um possível ataque, os ocupantes do Palio dispararam vários tiros contra a picape.
Quatro tiros acertaram a lateral do veículo na qual Mitouso estava sentado, dos quais dois deles o atingiram no pescoço, entrando pelo lado direito e saindo pelo lado esquerdo, mas sem acertar veias e artérias.
Um dos dois disparos efetuados contra a frente da Hilux chegou a atingir de raspão a cabeça do segurança, que dirigia o veículo.
Celidônio e Mitouso conseguiram entrar no condomínio, onde permaneceram algumas horas até irem em busca de atendimento médico,  no Hospital João Lúcio, localizado no bairro São José, Zona Leste de Manaus, por volta de 1h, deste sábado (6).

Escolta
Segundo a assessoria do prefeito, Mitouso após fazer curativos no ferimento, retornou para casa e entrou em contato com o secretário de Inteligência Thomaz Vasconcelos, que deslocou uma equipe do Grupo Fera, para escolta-lo até o 14º Distrito Integrado de Polícia (14º DIP), na Zona Leste de Manaus, onde a ocorrência foi registrada.
Entretanto, durante o depoimento os ferimentos de Mitouso teriam começado a sangrar, o que fez com que ele retornasse para o João Lúcio novamente, e em seguida fosse liberado para repouso.
O prefeito de Coari e o segurança seriam submetidos a exames de corpo de delito ainda na manhã deste sábado, no Instituto Médico Legal (IML), no bairro Cidade Nova, na Zona Leste de Manaus.
O carro baleado do prefeito seria submetido a uma perícia técnica, também na manhã deste sábado.

 Fonte: ACrítica

Prefeito de Coari é ferido com um tiro no pescoço em atentado


Arnaldo Mitouso foi atingido com um tiro no pescoço quando voltava para a residência que possui em Manaus. O disparo passou próximo a aorta, porém, não causou danos maiores.
MANAUS - O prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso (PMN), sofreu um atentado na noite de sexta, 5 de agosto, após o carro que dirigia ter sido atingido por seis tiros na Avenida Torquato Tapajós, na zona centro-oeste de Manaus.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do prefeito do município distante 363km da capital.
O prefeito foi atingido com um tiro no pescoço quando voltava para a residência que possui em Manaus. O disparo passou próximo a aorta, porém, não causou danos maiores. Ele foi internado no Hospital João Lúcio e passa bem.

O segurança do prefeito, que também estava no veículo, Celidônio Aire da Silva, foi atingido com um tiro que passou de raspão pela cabeça, mas não também não corre risco de vida.
De acordo com a assessoria de Arnaldo Mitouso, ao todo, foram desferidos, seis tiros no carro, sendo quatro no banco do passageiro, local onde estava o prefeito.

A Polícia já iniciou investigações sobre a autoria dos disparos, mas ainda não possui nenhum suspeito para autoria do atentado. O caso foi registrado no 14º distrito policial, localizado na Avenida Grande Circular, na zona leste de Manaus.

 Fonte: DiárioAM

terça-feira, agosto 02, 2011

TRE DIZ NÃO A ADAIL PINHEIRO, QUE QUERIA A VAGA DE LUIZ CASTRO


O ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, queria que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) recontasse os votos das eleições de 2011, mas teve o pedido indeferido pelo desembargador Flávio Pascarelli.

Na verdade, Adail pretendia a validação de duas urnas de Barreirinha, com 559 votos invalidados pelo tribunal. 

Se tivesse conseguido, ultrapassaria em número de votos o deputado Luiz Castro, ficando com a vaga dele na Assembleia Legislativa.


Fonte: www.antoniozacarias.org