Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sábado, dezembro 21, 2013

O Vinho e a Outra Face

Archipo Góes

O vinho estimula os desejos
Os Olhos procuram os sentimentos
O vinho entra pela boca
O amor entra pelos olhos



Devo está com o dobro de sua idade
Isso significa que possivelmente irei sofrer.
E mesmo assim
Ao ver seu ar de desafio e timidez
Reconheci que estava diante
Da minha outra face



Naquela noite de Encontros e Delírios
Percebi que as vozes que cantam o amor
Não conseguem expressar os meus sentimentos
De receios, cuidados e desejos.
Você é a síntese do que quero para mim
E assim, te desejo em silêncio.


Quando dei por mim
Você já tinha se tornado
Minha mais ousada prioridade.
Vou te conquistar
Como quem sai pelo mundo
Em busca de seus sonhos
E assim construiremos
A nossa lenda de amor.

quarta-feira, dezembro 11, 2013

Prece aos Coarienses

Archipo Góes

Senhor tende piedade de nós Coarienses
Porque ousamos iniciar uma caminhada
Sem antes perceber qual a Sua vontade
Mas senhor tende mais piedade daqueles
Que perseguem nossos irmãos e tiram o seu pão
Em nome de um futuro que não chegará para nós
Por que eles não conhecem sua palavra que diz:

“Do suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás." (Gênesis 3:19)

Senhor tende piedade de nós Coarienses,
Que mais uma vez estamos desorientados
E parecia que sabíamos o caminho
Mas estamos cada vez mais desafortunados
Mas Senhor tende mais piedade dos que
muitas vezes procuram uma vida mais fácil
se iludem com orgias, drogas e prostituição
e depois ficam no vazio distante quando passam
pelas ruas em seus carros brancos,
e sofrem em silêncio a solidão do poder

Senhor tende piedades de nós Coarienses que
Voltamos a colocar em nossa cidade o mau
Que vós mesmos já tínheis varrido.
Mas tem mais piedade daqueles que em
Sua ignorância deixaram de lutar em busca
De uma Coari melhor, por causa de favores,
Benefícios temporários e financeiros.
Por que eles não conhecem sua palavra que diz:

"As suas mãos fazem diligentemente o mal; assim demanda o príncipe, e o juiz julga pela recompensa, e o grande fala da corrupção da sua alma, e assim todos eles tecem o mal." (Miquéias 7:3)

Senhor tende piedades dos que
Perseguem, ofendem, espancam e matam os
Menos favorecidos, humildes e indefesos.
Mas na sua infinita piedade, perdoa-nos, pois
Somos passivos e tolerantes com nossos carrascos,
Que mesmo com a espada em nossos pescoços,
Ainda assim não nos revoltamos contra eles.

Tende piedade Senhor de nós que buscamos
e ousamos lutar por uma cidade melhor para nossos filhos
Não vos esqueceis em vossa piedade de todos nós que
Somos um povo santo e pecador. Porque estamos no mundo,
Continuamos no mundo e precisamos de Ti.
Precisamos sempre de Tua palavra que diz: 



“Quando vos mandei sem bolsa, alforje, ou alparcas, faltou-vos porventura alguma coisa? Eles responderam: Nada.” Lucas 22:35

terça-feira, outubro 08, 2013

11 Recursos ocultos das pesquisas no Google


O site de pesquisa Google está tão presente em nossas vidas que mal conseguimos imaginar como era a internet sem ele. Segundo estatísticas da própria empresa, aproximadamente 300 milhões de pessoas utilizam a ferramenta diariamente.
Em 2012, foram feitas, em média, 5,1 bilhões de buscas por dia. No total, foram surreais 1,87 trilhões de pesquisas realizadas no ano passado.
Apesar de tanta fama, ainda há muito a ser descoberto no Google. Confira 11 truques e ferramentas facilitadoras para a sua próxima pesquisa no site:

11• Calculadora
A função de calculadora do Google é muito mais poderosa do que você pode imaginar. Além de resolver contas de matemática básica (como 5+6 ou 3*2), ela é capaz de fazer cálculos logarítmicos, sabe como utilizar constantes (como “e”, o número de euler, e o clássico “pi”) , bem como funções seno e cosseno. O Google também pode traduzir números em código binário – tente digitar “12*3 in binary” (precisa ser em inglês) que você verá o resultado “0b100100″. Clicando em “Mais informações”, o Google Support explica tudo que você gostaria de saber sobre a calculadora.
10• Pesquisa em um site específico
Ao usar a palavra-chave “site:” antes do que você deseja pesquisar, você faz com que o Google só retorne os resultados encontrados neste site específico. Por exemplo, se você procurar por “site: mundodse.com sedução”, você só receberá como resposta textos sobre sedução que foram publicados no blog do Mundo DSE.
9• Conversões de unidades ou moedas
Esta é bem simples. As conversões de moeda e de unidade são feitas automaticamente pelo Google, basta você digitar o que procura. Você pode, por exemplo, inserir “1 BRL em USD”, “20 C em F” ou “15 polegadas em cm”. Você tem a escolha de escrever as unidades por extenso, como reais e Celsius, ou apenas suas siglas, como BRL e C, uma vez que a ferramenta as reconhece. O resultado da busca é instantâneo, não é preciso entrar em algum site de conversão nem mesmo utilizar a calculadora.
8• Fusos Horários
Outra ferramenta muito simples e prática. Procure por “horario em ” (assim mesmo, sem acento, senão não funciona) e você terá a hora local da cidade ou do país que procurou, bem como descobrirá em qual fuso horário o lugar se localiza. Checar que horas são em Roma nunca foi tão fácil.
7• Pesquisa por um tipo de arquivo específico
Se você sabe que está procurando por um PDF ou um arquivo de Word, você pode pesquisar diretamente por esses tipos específicos de arquivos ao digitar “tipo de arquivo: pdf” ou “tipo de arquivo: doc”. Exemplo: a busca “aquecimento global tipo de arquivo: pdf”só resultará em PDFs sobre o assunto.
6• Exibições de filmes nos cinemas locais
Para pesquisar quais filmes estão sendo exibidos neste momento onde você mora, basta digitar a palavra “filmes”, seguida do nome da sua cidade. Nos Estados Unidos, a ferramenta é ainda mais precisa, uma vez que existe a possibilidade de incluir o seu código postal – nesse caso, o Google já lhe mostra o cinema mais perto do você.
No Brasil, porém, a pesquisa já é bem útil. Como resposta, o site lhe apresenta uma lista dos filmes que estão passando nos cinemas de sua cidade. Ao clicar naquele que deseja assistir, você será redirecionado para uma página contendo todos os locais que exibem o filme escolhido e os horários das próximas sessões.
O nome de cada cinema está lincado a uma página, também do Google, onde você pode conferir todos os filmes atualmente em cartaz lá, além dos horários de suas sessões. Clicando em uma determinada sessão, é possível até mesmo já comprar os ingressos para o filme. Teste com a sua cidade. É de uma praticidade incrível.
5• Previsão do tempo
Outra ferramenta muito útil e que pode nos poupar uns bons minutos. Digite a expressão “tempo em” seguido da cidade da qual você deseja saber a previsão do tempo e o Google lhe trará a temperatura momentânea no local, além da previsão meteorológica para os próximos dias.
O site também inclui no pacote as chances de chuva no momento, o nível de umidade, a velocidade do vento e a previsão da temperatura para as próximas horas. Todas as informações são fornecidas pelo site Canal do Tempo (The Weather Channel). Quer verificar quantos graus faz em Paris neste instante? Fácil.
4• Exclusão de termos da pesquisa
Quando você digita um termo de busca que possui um segundo significado ou uma estreita associação com outra coisa que não te interessa no momento, pode ser difícil encontrar os resultados desejados. Há um jeito de contornar este problema: exclua resultados irrelevantes usando o sinal de menos (“-”).
Se, por acaso, você está procurando por um globo para comprar e quer eliminar as respostas sobre a Rede Globo, é só escrever “globo -rede globo” e uma variedade de globos terrestres à venda aparecem.
3• Índices sociais
Para verificar dados que apontam os indicadores sociais de uma região, como número de habitantes, expectativa de vida ou taxa de desemprego, você também pode confiar diretamente no Google. Na realidade, não é necessário nenhum truque: apenas escreva o indicador que você procura, seguido do lugar (“expectativa de vida na Alemanha”).
O resultado da pesquisa aparecerá em formato de gráfico, comparando o local pesquisado com semelhantes (no caso da Alemanha, surgem também os dados da França e do Reino Unido) ao longo do tempo. Vá deslizando o cursor sobre o gráfico que o Google lhe dará o número exato do índice requisitado em um determinado ano.
Você pode ainda clicar na opção “Explorar mais” no canto inferior esquerdo do gráfico e uma nova página do site se abrirá com todas as possibilidades de pesquisa sobre índices sociais do Google desde a porcentagem de lugares ocupados por mulheres no parlamento nacional até a emissão de CO2 na atmosfera per capita.
2• Definição de palavras
Além de todas as demais utilidades elencadas aqui, o Google também possui a função de dicionário. O site permite que você digite a palavra “define” (inglês para “definir”) e, em seguida, o termo que você gostaria de pesquisar. Portanto, se você ainda está à procurada melhor definição de “amor”, agora sabe que o Google é mais um lugar para se procurar.

1• “Barrel Roll”
E para finalizar a nossa lista, talvez o mais inútil (porém, mais divertido) truque para se fazer com a barra de pesquisas do Google. Basta digitar “do a barrel roll” e acompanhar a mágica acontecendo. Não queremos estragar a surpresa aqui, mas fica o aviso: em excesso, pode causar um pouco de tontura. 

Fonte: Telegraph
Trad.: Hypescience

Professora de Coari desenvolve método para controle de "praga" da agricultura


A professora do Instituto de Saúde e Biotecnologia da Ufam de Coari, da Universidade Federal do Amazonas, a bióloga Adriana Dantas Gonzaga, desenvolveu um método para controlar as formigas cortadeiras a partir de microorganismos endofíticos (aqueles que habitam o interior da planta sem causar danos aparentes, principalmente fungos e bactérias) de plantas da Amazônia.

Considerados como “pragas” na agricultura, as formigas cortadeiras, popularmente conhecidas como saúvas foram a matéria-prima da pesquisa, tese de doutoramento do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia. As formigas causam prejuízos por desfolharem inúmeras quantidades de material vegetal.

O método comumente empregado para combater as formigas cortadeiras tem sido o uso indiscriminado de iscas tóxicas, sem levar em conta a espécie ou o nível dos danos. Com isso, podem ser prejudicadas muitas formigas que não são pragas agrícolas, e até outros organismos.

“Medidas de controle que causem menor impacto ambiental são de primordial importância, o que estimula o ressurgimento do uso do controle biológico”, explicou a pesquisadora. Ela começou a desenvolver trabalhos com controle alternativo de insetos, observando a preocupação dos agricultores e sua dificuldade em controlar alguns destes animais. ”Isso me fez questionar a importância de se combater os insetos de uma maneira efetiva e sem causar prejuízos ao meio ambiente”, disse a pesquisadora.

De acordo com ela, ainda serão necessários testes para validação e verificação do interesse da indústria para realizar a comercialização.

“Podemos controlar as formigas cortadeiras com produtos alternativos como plantas inseticidas, que muitas vezes encontram-se nas residências. Não posso entrar em detalhes devido o pedido de patente”, disse Gonzaga.
A patente do produto será solicitada este ano junto à Ufam. Futuramente, ele poderá ser comercializado como uma alternativa com menor impacto ambiental para o controle de pragas , pois não utiliza produtos químicos, causadores de inúmeros problemas ao meio ambiente, prejudiciais ao homem e a outros animais e poluidores do solo e da água.

Após a conclusão da tese de doutorado, a pesquisa segue com a verificação da produção de algumas enzimas pelos fungos inoculados dos formigueiros das formigas cortadeiras, estes podem ser utilizados em inúmeras ações biotecnológicas.

As pesquisas básicas correlacionadas com o projeto estão sendo executadas em vários outros projetos de pesquisa envolvendo estudantes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic e Pibic JR) que participam do grupo de pesquisa Micro-organismos associados a insetos sociais da Amazônia.

Fonte: UFAM

AMOR AMOR OU VINÍCIUS DE MORAES

Há uma ideia do amor exclusivo. Como se houvesse uma única chance na vida de amar. Ou é o amor eterno, ou era mentiroso. Ou acontece pela vida inteira, ou não funcionou.

E, quando acertamos um casamento, as opções anteriores são consideradas falsas – necessitamos apagar o passado. E, quando erramos um casamento, as opções anteriores são vistas como legítimas – desperdiçamos romances melhores.

Trata-se de uma visão limitada, de contar apenas com um endereço para o nosso coração.

Mas amor é cigano, amor é mambembe, amor é viageiro.

Mas amor é tentativa, amor é insistência, amor é rascunho, amor é esboço, amor é esgotar as possibilidades e se recriar diante delas.

Só porque você amou antes, não significa que não pode amar de novo. Ou, só porque você amou antes, não significa que o próximo amor é falso e está fingindo.

Só porque você se declarou a alguém, isso não compromete as próximas declarações.

Só porque você disse que era para sempre e terminou, não quer dizer que é um fingido.

Todos os amores podem ser verdadeiros. Todos podem ser influentes.

Haverá um maior, sim, um amor decisivo, um amor transformador, um amor real, honesto e justo: o Amor Amor.

O Amor Amor não é egoísta, não vai isolá-lo da convivência. Você se duplicará para os próximos. Passará a amar os amigos como nunca. Passará a amar a família como nunca. É tanto amor, que sobrará para muitos.

O que deve prevalecer no temperamento é não desistir, não se entregar para o ressentimento, não defender os sentimentos parados condenando os outros que permanecem em movimento.

Eu acredito que quem casa ou namora várias vezes não é carente. Quem casa e namora várias vezes não é desesperado. Está se moldando à alegria, a superar as diferenças, a se separar, a recomeçar, a sangrar sozinho, a entender as dores e as imperfeições. Apresenta mais chance de ser feliz. Pois a felicidade é maleável, é macia, é elástica. A felicidade é feita para quem tem coragem de sofrer.

Desesperado e carente é aquele que não tenta e vive reclamando, praguejando, amaldiçoando os demais. Desesperado e carente é aquele que se esconde tão bem, que não se encontra e não se dá de verdade.

Desesperado e carente é aquele que não namora ou não casa para não ter que trabalhar emocionalmente e não se decepcionar. Alimenta-se de sombras, de sobras, de rancores.

Amor não é uma vez, são várias vezes até encontrar a pessoa predileta. A pessoa necessária. A pessoa fundamental. A pessoa que supera sua idealização, que lhe devolve a vontade de atravessar suas idades e tempos.

Daí, você descansa por estar andando, como diz minha mãe.

Amor é descansar em estar andando. E andar de mãos dadas jamais cansa.

Publicado no jornal Zero Hora
Coluna semanal, p. 2, 08/10/2013
Porto Alegre (RS), Edição N° 17577

quarta-feira, outubro 02, 2013

Bill Gates: pizzas, rachas e os primeiros passos da indústria de PCs

Talvez seja difícil de acreditar, mas o Tio Bill realmente viveu alguns anos divertidos na sua curta época de universidade


Bill Gates: pizzas, rachas e os primeiros passos da indústria de PCs 
(Fonte da imagem: Reprodução/Forbes)
Hoje em dia, as pessoas enxergam o famoso Bill Gates como um senhor muito rico e um dos gigantes do mercado dos computadores — além de ser um filantropo declarado, investindo uma parte considerável da sua fortuna em programas de caridade. No entanto, o empresário nem sempre foi essa pessoa “certinha” que todos estão acostumados a ver.
Em uma obra escrita pelo autor Walter Isaacson — que está escrevendo sobre os grandes nomes da Era Digital —, ele relembra um pouco do tempo em que Gates estudou na Universidade de Harvard, assim como os seus primeiros passos que o direcionaram para o mercado de computadores pessoais. E talvez você se espante um pouco com tudo que o Tio Bill fez na sua juventude.
Escolhendo o próprio caminho...

Quando estava terminando os seus estudos no colégio, Bill Gates fundou um pequeno grupo que desenvolvia linhas de códigos para empresas norte-americanas — algo raro naquela época, principalmente se você levar em consideração a idade dele. Por conta disso, ele conseguiu créditos suficientes para pleitear vagas nas Universidades de Harvard, Princeton e Yale.
Na primeira, ele focou a sua paixão por matemática, sendo que na segunda a sua vocação como líder falou mais alto e, na terceira, foi a engenharia computacional. Ele chegou a pensar em entrar para o MIT, mas decidiu jogar pinball no lugar de comparecer à entrevista, de modo que ele acabou indo para Harvard.
Bill Gates: pizzas, rachas e os primeiros passos da indústria de PCs 
Foto da época em que Gates estava em Harvard. (Fonte da imagem: Reprodução/ufrgs)

Quando chegou à universidade, ele pediu para ter um companheiro de quarto que fosse de outra cultura, possibilitando uma troca de experiências. Dessa maneira, ele acabou amigo de outros dois universitários, chamados Sam Znaimer e Jim Jenkins — um de família judia refugiada e outro um afroamericano, respectivamente.

Em relação ao Tio Bill, eles dizem que o garoto era amigável e um pouco estranho. Além disso, o estudante chamava a atenção por estudar por até 36 horas seguidas e, depois, “desmaiar” por 10 horas. Sempre que acordava, Gates comia um pedaço de pizza e começava todo o seu processo de estudo novamente — no entanto, ele também era um apreciador de games feitos para o antigo console Atari, convidando os amigos para jogar com frequência.

Estudos, poker e mais pizza

 Bill Gates: pizzas, rachas e os primeiros passos da indústria de PCs 
Tio Bill curtindo um jogo de pôquer. (Fonte da imagem: Reprodução/Glamwire)

Por conta da sua maratona de estudos e pelo fato de que o senhor Gates é o tipo de pessoa que realmente foca os seus esforços, ele normalmente era considerado a pessoa mais inteligente da sua turma. E, mesmo conseguindo criar um jogo de baseball com computação militar, isso não continuou a acontecer por muito tempo.
Depois de um tempo, o futuro dono da Microsoft conheceu um aluno chamado Andy Braiterman, que era melhor do que ele em matemática. Após mais conhecer mais pessoas com esta mesma característica, Gates decidiu que iria aprofundar os seus conhecimentos em matemática aplicada — área em que demonstrou uma aptidão notável.
Também foi nesta época em que Bill descobriu o seu gosto pelo pôquer. Quando decidiu que iria dividir um quarto com Braiterman e se mudar para o alojamento Currier House, eles jogavam todo fim de semana com amigos comendo ainda mais pizza. No entanto, Gates era bom com a probabilidade das cartas, mas não em ler seus “adversários”, de modo que ele perdia uma boa quantia de dinheiro de tempos em tempos.

O início de uma era!
Em 1974, Bill Gates era um estudante de Harvard fascinado pelo possível mundo da computação e matemática. No entanto, foi um de seus amigos, Paul Allen, quem ajudou a dar o pontapé para que o futuro dono da Microsoft começasse a fazer história — mudando a sua vida universitária e também o seu futuro.
Tudo começou quando Allen, que havia abandonado a faculdade por conselho de Gates e se mudado para Cambridge, comprou uma edição da revista Popular Electronics, em que havia uma matéria sobre a chegada do primeiro computador pessoal, o Altair. Até aí tudo bem, mas o problema era que os dois estavam fora de toda essa situação.
Bill Gates: pizzas, rachas e os primeiros passos da indústria de PCs 
Gates e seu amigo e co-fundador da Microsoft, Paul Allen. (Fonte da imagem: Reprodução/Wired)

Assim que Allen mostrou o artigo para o Tio Bill, o futuro empresário passou um bom tempo pensando de maneira intensa. Quando eles decidiram o que fazer, também resolveram perder as suas férias de inverno — mas por um bom motivo, já que eles passaram oito semanas criando seu próprio software de computação pessoal para o Altair.
Hoje em dia, quando se lembra do passado, o Tio Bill afirma que essa foi a sua decisão mais importante. Isso acontece pelo simples fato de que eles estavam investindo em algo completamente novo, já que não existia um mercado voltado para software como acontece atualmente, de modo que eles foram pioneiros.

Um pouco de “malemolência”

Bill Gates: pizzas, rachas e os primeiros passos da indústria de PCs
O programa que Allen e Gates gostariam de criar para o antigo Altair tinha o objetivo de possibilitar a produção de softwares por quem encarava a programação como um passatempo — além disso, a ferramenta era conhecida apenas como BASIC. O empenho era tanto que eles perderam provas de disciplinas da universidade e focaram apenas em produzir um bom produto.
Contudo, para que todo esse esforço resultasse em bons frutos, eles precisavam ter certeza de que o software seria vendido. Por conta disso, antes de terminá-lo, Gates e Allen ligaram para a MITS (fabricante do Altair) e venderam algo que ainda não estava pronto — mas é lógico que eles pretendiam finalizá-lo e vendê-lo o quanto antes.
Devido à sua rotina de trabalho, a dupla conseguiu terminar o BASIC e o resto é história. O Tio Bill e seu sócio (que por sinal, é Allen) cresceram ainda mais dentro do mundo da computação pessoal, fundaram a Microsoft e depois desenvolveram o Windows, revolucionando todo o mundo da computação e ajudando a construir os computadores que você conhece hoje em dia.
Mas e os rachas?
Uma curiosidade sobre os gostos de Bill Gates é o fato de que ele sempre achou bacana acelerar os seus carros até atingir altas velocidades. Por conta disso, um pouco antes de criar o famoso Windows, ele e Steve Ballmer apostaram corrida com tratores no Vale do Silício — assim como conta a história do filme “Pirata do Silício”, que também mostra um pouco da jornada de Steve Jobs.
Bill Gates chegou a ser preso duas vezes por conta das suas corridas, sendo que Paul Allen foi um dos responsáveis por tirá-lo da cadeia. Um pouco difícil de imaginar o atual senhor e filantropo encarando corridas ilegais nas ruas dos Estados Unidos, não é mesmo?

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/bill-gates/45050-bill-gates-pizzas-rachas-e-os-primeiros-passos-da-industria-de-pcs.htm#ixzz2gcsqIA8j

terça-feira, outubro 01, 2013

A diferença entre vírus e malware

A diferença entre vírus e malware - 140x140
Uma dúvida muito comum é qual a diferença entre vírus e malware. Dependendo de quão tecnicamente correto você quer ser, um vírus é uma categoria de malware, ou as duas palavras significam a mesma coisa. A palavra malware (de malicious software, software malicioso) descreve qualquer programa projetado para infiltrar um computador (seja um desktop, notebook, tablet, smartphone ou coisa que o valha) e executar funções sem o consentimento do usuário.

Coisas como usar a máquina para enviar spam, ou monitorar a navegação para roubar senhas de redes sociais e sistemas de Home Banking. Trojans (Cavalos de Tróia), Worms e Rootkits são todos tipos de malware.

Um vírus é um software malicioso que se espalha através de arquivos infectados, da mesma forma que um vírus biológico se espalha infectando as células de um organismo, e executa funções sem consentimento do usuário. Portanto, também é um tipo de malware.

Antigamente os vírus se espalhavam através de mídia removível contaminada (disquetes, Zip Disks, CDs) e no geral eram projetados para causar prejuízo ao usuário, exibindo mensagens incômodas, apagando arquivos, corrompendo discos, modificando a BIOS da máquina para impedir o boot e coisas do tipo. Este canal no YouTube tem vários exemplos deles.

Estes vírus são atualmente raros, já que os criminosos encontraram melhores formas de espalhar seu código malicioso e descobriram que é muito mais lucrativo usar computadores alheios para atividades ilícitas do que infernizar a vida dos outros.

Mas se eles são raros, porque as pessoas ainda falam sobre eles? E porque ainda rodamos programas “antivírus”?

Os vírus eram a forma dominante de malware nas décadas de 80 e 90, quando os computadores pessoais começaram a se tornar comuns. Na época não havia um termo mais abrangente como malware, então todo programa malicioso era um vírus.

O termo “pegou”. Embora os pacotes de segurança modernos sejam capazes de oferecer proteção contra várias formas de malware, ainda são chamados de antivírus porque originalmente foram criados para combater estas ameaças originais. É uma questão de tradição.

Fonte: IDG Now!

Bill Gates volta a ser o mais rico do mundo, com US$ 72 bilhões

Bill Gates volta a ser o mais rico do mundo, com US$ 72 bilhões
Segundo a revista ‘Forbes’, bilionários já recuperaram tudo o que perderam na crise financeira iniciada em 2008, confira agora algumas informações interessantes sobre o assunto.

WASHINGTON - Bill Gates voltou a ser o mais rico do mundo, segundo a lista de bilionários publicada pela revista americana Forbes.

Com fortuna calculada em US$ 72 bilhões, Gates ultrapassou o mexicano Carlos Slim, que no ano passado foi considerado o mais rico do planeta.

Pelo 20º ano consecutivo, o fundador da Microsoft aparece na lista como o mais rico dos Estados Unidos.
Bill Gates volta a ser o mais rico do mundo e, pelo 20º ano consecutivo, o mais rico dos EUA
Reuters














Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, lucrou com alta das ações e voltou a fazer parte da lista da Forbes
Reuters









Carlos Slim, que era o mais rico, caiu para o segundo lugar

Reuters















Warren Bufett, jogando pingue-pongue com Gates: ele agora é o segundo mais rico dos EUA










Eike Batista saiu da lista dos mais ricos do mundo este ano
Estadão

O especulador financeiro Waren Buffett continua em segundo lugar entre os mais ricos dos Estados Unidos, ao acrescentar mais US$ 12,5 bilhões à sua fortuna, que agora chega a US$ 58 bilhões.

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, aparece em décimo lugar na lista, com US$ 31 bilhões.

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, voltou a fazer parte da lista este ano, depois de ter ficado de fora no ano passado. Ele incorporou mais US$ 9,6 bilhões ao seu patrimônio, graças ao aumento do valor das ações da sua empresa. Ele agora tem uma fortuna estimada em US$ 19 bilhões.

"Cinco anos depois da crise financeira que derrubou as fortunas de muitos bilionários dos Estados Unidos e do mundo, os mais ricos, como grupo, recuperaram tudo o que perderam", destaca a revista Forbes.

"As quatrocentas pessoas mais ricas dos Estados Unidos somam uma riqueza sem precedentes de US$ 2,02 trilhões, equivalente a mais ou menos o PIB da Rússia", diz a Forbes.

sexta-feira, setembro 20, 2013

CPI da Exploração Sexual volta a Coari nesta segunda


Cronograma da diligência prevê uma série de audiências em Manaus e em Coari para investigar casos de abuso sexual de menores no estado. Confira aqui o cronograma completo da viagem

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes estará novamente no Estado do Amazonas, nesta quinta e sexta-feira. O cronograma de trabalho traçado pela presidenta da Comissão, deputada Erika Kokay (PT-DF) e pela relatora, deputada Liliam Sá (PSD-RJ) prevê a realização de quatro reuniões, sendo duas em caráter sigiloso.

A CPI chega a Manaus ainda na noite de domingo, e inicia as atividades já na manhã seguinte. A primeira agenda é uma tomada de depoimentos, em caráter reservado, no auditório do campus da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) em Coari, marcada para as 10h da manhã de segunda-feira (23). Serão ouvidos na ocasião Eudes de Souza Azevedo, Antônio Aguiar, sargento da PM-AM e ex-secretário municipal e ex-segurança de Adail Pinheiro. Também será ouvido o proprietário da empresa Mega Models, Fábio Martins Marques (conhecido como Fabinho), além de uma adolescente de 16 anos e outras pessoas cujos nomes não podem ser divulgados.

Na tarde de segunda-feira, às 17h, a CPI realizará uma Audiência Pública sobre o tema no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, já em Manaus. Cerca de vinte pessoas foram convidadas para o evento, entre eles o governador do Estado, Omar Aziz, e o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio do Carmo. Dois deputados estaduais também devem estar presentes: Wanderley Dallas, presidente da Comissão de Direitos das Crianças, do Adolescente e Juventude da Assembleia, e Abdala Fraxe, que preside a Comissão de Direitos Humanos daquela Casa. Autoridades judiciais também foram convidadas, entre elas o desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa, presidente do TJ-AM.

Durante a audiência, os parlamentares cobrarão providências das autoridades amazonenses para o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes no Estado.

As atividades da CPI no Estado prosseguirão durante a terça-feira. Pela manhã, os parlamentares realizarão uma tomada de depoimentos em caráter reservado na Superintendência Regional da Polícia Federal em Manaus. Durante o encontro, marcado para começar às 9h, serão ouvidos os policiais Pérsio José Carvalheda Júnior, delegado regional executivo da Superintendência da PF, e Rafael da Rocha Allemand, delegado de polícia civil no estado.

A última agenda no Estado é uma reunião com o presidente do TJ-AM, Ari Jorge Moutinho da Costa. O encontro ocorrerá na Sede do TJ-AM, com início previsto para as 11h e 30.

Fonte: Assessoria da Deputada Erika Kokay.

domingo, setembro 01, 2013

VN do Amazonas

 
Hoje, 01.09.2013, foi o dia da inauguração do Portal VN do Amazonas, que vai proporcionar aos visitantes notícias, dicas de viagens e negócios dos Municípios do Amazonas. E fui convidado para escrever com notícias da nossa cidade de Coari. Já estou escrevendo sobre e a Praia da Freguesia, quem quiser conhecer o site, basta visitar o site:
http://www.vnamazonas.com/

terça-feira, agosto 13, 2013

Por que médico é Doutor ?


HISTORIA DA MEDICINA

Um amigo meu estava comentando o fato de médicos usarem o termo doutor sem ter doutorado achando um absurdo e, vendo seus argumentos, notei que ele e muita gente não conhece a origem do termo.

O termo Doutor vem do verbo latino docēre (ensinar). No fim do estudo universitário nas universidades da idade média de acordo com as tradições da escolástica obtinha-se a licença para ensinar (licentia doscendi) originalmente exclusiva da igreja. Assim, depois da conclusão de um curso universitário o graduado se intitulava doutor e tinha o direito de ensinar na academia. Até então a profissão de médico era aprendida de maneira informal e os termos ἰατρός (iátros) ou medicus eram encontrados na literatura.

No ano de 1221 quando o imperador Frederico II, da Itália declarou que ninguém poderia se tornar médico sem ser examinado publicamente pelos mestres de Salerno. Era um curso de 5 anos e como de praxe na época os laureados recebiam o título de Doutor Medicinae. A partir daí o termo de doutor começou a ser usado para designar médicos. É uma relação histórica que data da incorporação da medicina à universidade.

Há 900 anos se usa o termo Doutor em Medicina para o graduado em medicina. Só no século XIX que o termo doutor começou a designar os portadores de doutorado. Os outros cursos de saúde datam do século XIX não havendo relação histórica com o uso do Dr. como no caso da medicina, já se adequavam à nova norma universitária.

O mesmo vale para o Direito e todos os cursos que datam dos tempos da escolástica. Então da próxima vez que ouvirem que doutor é quem tem doutorado, expliquem que vocês são doutores desde antes da existência do doutorado.

domingo, julho 21, 2013

Gasoduto Coari-Manaus: um prejuízo bilionário para os contribuintes!


A Petrobras tornou-se este ano a segunda petrolífera mais desvalorizada do mundo, numa lista que inclui as 50 maiores empresas de petróleo e gás integrados. A estatal brasileira aparece nesse ranking à frente apenas da russa Gazprom, que enfrentou uma série de crises por corrupção nos últimos anos. O critério de desvalorização, neste caso, significa que o valor de mercado é inferior ao valor patrimonial da empresa. Ou seja, os investidores estão dispostos a pagar pelas ações da Petrobras um preço menor que o total de ativos da companhia — como reservas de petróleo, dinheiro em caixa, refinarias e plataformas. Esse “desconto” exigido pelo mercado era de 34%, segundo dados da Bloomberg News. Para analistas, o número revela a desconfiança com o futuro da empresa, após decepções com o reajuste de preços dos combustíveis, a queda da sua lucratividade e as mudanças na política de dividendos (os lucros pagos aos acionistas). O descalabro do gasoduto Coari-Manaus explica um pouco essa situação. Leia a matéria, fique indignado e vá pras ruas!


Em julho de 2001, o governo do Amazonas lançou, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), o edital para a contratação de uma empresa para realizar o transporte do gás natural de Urucu, campo situado a cerca de 600 Km de Manaus, por meio de barcaças.

O objetivo do governo era realizar uma mudança na matriz energética das termelétricas e encerrar de vez a permanente crise energética dos municípios amazonenses.

A cerimônia aconteceu na presença do presidente Fernando Henrique Cardoso.

Até então, o gás produzido na Província Petrolífera de Urucu, em Coari, era considerado a solução para a questão energética no Estado.

“A utilização de apenas a metade do gás produzido em Urucu nos dará uma folga de 30 anos, atendendo não só o Amazonas, como também Rondônia e Acre”, destacou o governador Amazonino Mendes.

Amazonino Mendes defendia o transporte do gás em barcaças.

Para ele a maneira tradicional utilizada, o gasoduto, tinha a vantagem de ter custo operacional baixo, porém perdia em outros aspectos como a geração de empregos no interior do estado e os impactos ambientais, com a abertura de 600 quilômetros de estrada para a tubulação.

Além disso, o tempo de construção do gasoduto seria longo, estimado em mais de cinco anos.

O transporte por barcaças poderiam começar a ser feito em menos de dois anos.


No mesmo ano, o senador Jefferson Péres (PDT) propôs que a fixação de alíquota zero da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e das contribuições para os programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) não excluísse o gás natural transportado por barcaças ou qualquer outro meio de transporte, desde que destinado à produção de energia elétrica.

O benefício de alíquota zero estava previsto em projeto de lei que beneficiava o setor de gás natural e carvão mineral destinados à produção de energia elétrica.

Segundo Jefferson Péres, da forma como estava o projeto de lei, de iniciativa do Executivo, o gás a ser utilizado por termelétricas no Amazonas, que poderia ser transportado em barcaças, não poderia ganhar o benefício, já que a proposta somente se referia ao gás natural canalizado.

Para o senador, se o espírito do legislador visava atenuar os efeitos da crise energética e estimular usinas termelétricas, não havia por que excluir do benefício o gás que não era transportado por gasodutos.

Devido às observações feitas por Jefferson Péres, o relator do projeto, senador Bello Parga (PFL-MA), decidiu reexaminar o assunto e incluiu no projeto o benefício também para o transporte de gás natural por barcaças.


Em março de 2002, a Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) desfez a parceria com a empresa norte-americana American Commercial Barge Line (ACBL), que havia vencido a licitação para implantação do sistema de transporte do gás natural.

Durante uma entrevista do governador Amazonino Mendes ao programa Ponto Crítico, da TV A Crítica, ele disse ter sido necessário considerar a licitação “deserta” porque a empresa ACBL não havia cumprido os prazos determinados pelo edital do certame.

“Infelizmente nós temos um problema a superar que foi absolutamente imprevisível. Essa crise que se abateu sobre os Estados Unidos, sobretudo na questão energética, afetou profundamente as empresas norte-americanas”, disse Amazonino.

De acordo com o governador, a ACBL vinha pedindo alargamento de prazo para iniciar a implantação do sistema de transporte do gás.

“Ocorre que isso tem um limite, tem uma tolerância, porque a própria controladora dessa empresa foi vendida. Então um novo grupo assumiu e eles lá nos Estados Unidos estão todos com medo de fazer novos investimentos”, acrescentou o governador.

Amazonino disse que seria necessário começar tudo de novo “mas em patamares que não preocupam, com muito mais informações”.

O governador acrescentou ainda que já teria pessoas trabalhando na Europa, nos Estados Unidos, em Portugal e na Espanha para “encontrar soluções mais rápidas para o problema”.

A previsão era de que a ACBL investiria US$ 350 milhões para começar a operar no transporte do gás de Urucu em dezembro de 2002.


Nesse meio tempo, o deputado estadual Eron Bezerra e a deputada federal Vanessa Grazziotin, o casal vinte do atraso político stalinista em nosso estado, ajuizaram dezenas de ações judiciais contra o governo estadual para “melar” o processo licitatório, o que acabou acontecendo por excessiva leniência do Ministério Público, que acatou as estapafúrdias denúncias do casal.

O transporte por barcaças – que o Alasca utiliza para levar gás natural ao Japão há mais de 50 anos, atravessando o Oceano Pacífico – foi abortado no nascedouro, por escusas manobras políticas que só serviram para enriquecer alguns espertalhões de alto coturno.

Eleitos em 2003, o presidente Lula e o governador Eduardo Braga garantiram em abril do mesmo ano, durante uma visita a Urucu, que o gasoduto Coari-Manaus ficaria pronto antes de 2006.

Tudo indica que era uma pegadinha de 1º de abril.

Lula e Braga foram reeleitos em 2006 e o gasoduto continuou a não sair do papel.

Os candidatos de Lula e Braga, Dilma e Omar, foram eleitos em 2010 e o gasoduto continuou a não sair do papel.

Estamos na metade 2013, e o gasoduto Coari-Manaus parece cada vez mais uma ficção científica – mesmo porque já se aventa resolver o problema energético de Manaus com o linhão de Tucuruí.

E aqui é forçoso reconhecer o grande esforço da Petrobras para viabilizar na selva uma grande reserva que é mais de gás natural do que de petróleo (90 bilhões de metros cúbicos, somente suplantada pela da Bacia de Campos, que é de 200 bilhões).

Em fase de produção desde os anos 90, a Petrobras faz o tratamento do petróleo e do gás na selva, envia petróleo e gás de cozinha por duto para um porto na margem do Rio Solimões e dali usa barcaças para colocar estes produtos em Manaus, reinjetando o metano por falta de uma definição a respeito do pleno uso do gás natural na Amazônia.


Em outubro do ano passado, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica negou pedido de inclusão dos custos de implantação do gasoduto Coari-Manaus e do sistema de distribuição de gás natural na capital amazonense entre os valores a serem ressarcidos pela Conta de Consumo de Combustíveis.

O pedido apresentado por Petrobras e Companhia de Gás do Amazonas foi negado pela Aneel, por não atender a principal premissa para recebimento do subsídio: a redução dos gastos da CCC com combustíveis fósseis para a produção de energia elétrica.

Segundo a agência, a estimativa em 2005 era de que o gás natural de Urucu reduziria em 70% o custo da energia de termelétricas já instaladas e de 57% do custo de contratação de energia de novas usinas em Manaus.

Naquela época, o custo do transporte era calculado em R$ 4,36/milhão BTU, sendo o preço do gás (molécula) em R$ 3,01/milhão BTU e a margem de distribuição em R$ 0,45/milhão BTU.

Em vez disso, segundo o diretor Romeu Rufino, o gasoduto trouxe prejuízos à CCC, porque os valores estimados inicialmente para o insumo podem ter contribuído para o adiamento da interligação de Manaus ao Sistema Interligado Nacional, que só deverá ocorrer no final de 2013.

O contrato de fornecimento também estabelece a obrigatoriedade do pagamento pelo gás, mesmo que não haja o transporte e o uso do insumo nas termelétricas do sistema local.

Rufino cita ainda cálculo feito pela própria Petrobras em 2010, que estimou o custo final do gás em R$ 37,65/milhão BTU, considerados o transporte, o produto, a margem de distribuição, os ramais termelétricos e tributos como ICMS, PIS e Cofins.

Comparado ao preço do óleo combustível OC1A (R$ 1,41/kg) e ao consumo de um mesmo tipo de usina (0,242 m³/kWh para o gás natural e 0,205 kg/kWh para o óleo), o custo variável de geração a gás era de R$ 339,85/MWh, contra R$ 267,74/MWh na geração a óleo.

Relator do processo na agência, o diretor questionou as condições do contrato de suprimento de 20 anos, firmado em 2006 entre a Petrobras, a Cigás e a Manaus Energia.

O acordo previa o fornecimento de 5,5 milhões de metros cúbicos de gás por dia, com custos mais elevados que o previsto na fase de pré-contratação.

O transporte, por exemplo, foi estimado em R$ 9,20/milhão BTU, na modalidade open-book (sujeito a alterações).

As taxas de retorno eram 13% no transporte a 13,5% ao ano na distribuição.

A evolução de custos fez com que o investimento na implantação do gasoduto passasse de R$ 2,488 bilhões para R$ 4,465 bilhões, o que elevou a parcela do transporte para R$ 16,24/milhão BTU.

Esse valor é 77% maior que o pactuado originalmente e 272% superior ao valor estimado em 2005.

A variação foi considerada absurda pelo relator, que também avaliou a taxa de retorno como “absolutamente alta” e fora do contexto com que a Aneel trabalha em relação às empresas do setor elétrico.

O diretor-geral da Aneel, Nelson Hubner, deixou claro que aceita discutir o pedido de recebimento dos benefícios a CCC, desde que revistas as condições contratuais.

Ele também questionou a taxa de retorno e disse que não existe preço equivalente para o insumo no mundo.

“Isso não torna viável nenhum uso industrial ou comercial para o gás”, afirmou.


Resumo da opereta: o transporte por barcaças começaria a ser feito em 2003, com um investimento de U$ 350 milhões.

Dez anos depois, a Petrobras já gastou U$ 2,5 bilhões no gasoduto e ele ainda não saiu do papel.

Agora, calculem quanto os municípios do interior, incluindo os do Acre e Rondônia, teriam economizado com óleo diesel nesses dez anos – se as matrizes termelétricas tivessem sido mudadas e as usinas estivessem recebendo o gás por meio de barcaças desde 2003.

A conta do prejuízo aos cofres públicos, por baixo, chegaria à marca estratosférica dos U$ 25 bilhões.

Não é a toa que a Petrobras, nas mãos dos stalinistas e petistas, está amargando uma desvalorização sem precedentes.

O ex-deputado Eron Bezerra e a atual senadora Vanessa Grazziotin, muito provavelmente, devem estar felizes da vida!

A viúva é rica...

Fonte: Candiru

segunda-feira, junho 10, 2013

As 10 fotografias mais famosas da história

Para se chegar ao resultado fiz uma compilação de listas publicadas por sites especializados em fotografia, cultura pop e história. O objetivo de minha pesquisa era identificar quais eram as 10 fotografias mais famosas de todos os tempos. Participaram do levantamento as publicações: Photographium, World’s Famous Photos, Life, Digital History, Listverse, Al Fotto, Tripwire Magazine, Photo Net, Photography Schools Online, The Pulitzer Prizes e World Press Photo. Eis, em ordem classificatória, as 10 fotografias 
selecionadas baseadas no número de citações das publicações pesquisadas.

1 — Os Beatles atravessando a Abbey Road (1969)
Os Beatles atravessando a Abbey Road
Uma das fotografias mais famosas da história foi feita no dia 8 de agosto de 1969. A fotografia que imortalizou o fotógrafo escocês Iain Macmillan foi tirada do lado de fora dos estúdios Abbey Road, em Londres. Foram feitas seis fotos. Reza a lenda que o fotógrafo só teve dez minutos para clicar os músicos atravessando a faixa de pedestres da famosa rua londrina. Lennon teria dito: “Vamos tirar logo essa foto e sair daqui, deveríamos estar gravando o disco e não posando pra fotos idiotas”. McCartney aparece de pés descalços na fotografia, fato que alimentou a lenda de que ele estaria morto, vítima de um acidente de carro três anos antes. Fotografia: Iain Macmillan

 
2 — Einstein mostrando a língua (1951)
Einstein mostrando a língua
Einstein acabara de ser homenageado por seu aniversário de 72 anos. Diante da perseguição dos fotógrafos e repórteres que pediam que fizesse uma pose, mostrou a língua para demonstrar seu descontentamento com o assédio. Embora essa versão tenha sido confirmada pelo fotógrafo, existem outras teorias e hipóteses menos críveis, por exemplo, um suposto protesto antibomba atômica. Fotografia: Arthur Sasse

3 — Menina afegã (1984)
Menina afegã
Sharbat Gula tinha 12 anos quando foi fotografada durante uma reportagem da “National Geographic” sobre a ocupação soviética no Afeganistão. Se tornou uma das fotografias mais conhecidas do mundo. Em 2002, o fotógrafo Steve McCurry, autor da fotografia, reencontrou Gula, então, com 30 anos, numa região remota do Afeganistão. Ela não tinha a menor ideia do impacto que sua foto causou na civilização ocidental. Fotografia: Steve McCurry

4 — O beijo da Times Square (1945)
O beijo da Times Square
Fotografia imortalizada pela revista “Life”. Durante o anúncio do fim da guerra contra o Japão, em 14 de agosto de 1945, o fotógrafo Alfred Eisenstaedt registrou um marinheiro beijando uma jovem mulher de vestido branco. A mulher foi identificada mais tarde, na década de 1970, como Edith Shain. A identidade do marinheiro permanece desconhecida e controversa. Mas está é apenas uma das versões. Fotografia: Jeff Widener
 


5 — Che Guevara — Guerrilheiro Heroico (1960)
Che Guevara — Guerrilheiro Heroico
Guevara participava de um memorial às vítimas de uma explosão de barco que matara 136 pessoas, quando foi fotografado por Alberto Korda, em 5 de março de 1960. Embora a autoria seja de Korda, a foto foi imortalizada pelo artista irlandês, Jim Fitzpatrick, que criou uma estampa em monotipia baseada na foto e a colocou em domínio público. Fotografia: Alberto Korda
6 — Massacre da Praça da Paz Celestial (1989)
Massacre da Praça da Paz Celestial
A imagem mais famosa da revolta estudantil chinesa de 1989. Um jovem solitário e desarmado invade a Praça da Paz Celestial e anonimamente faz parar uma fileira de tanques de guerra. Sua identidade e seu paradeiro são desconhecidos até hoje. Em 2000, o rebelde desconhecido foi eleito pela revista “Time” como uma das pessoas mais influentes do século 20. Fotografia: Jeff Widener


7 — Phan Thi Kim Phúc (1972)
Phan Thi Kim Phúc
Ganhadora do Prêmio Pulitzer em 1973 e a mais famosa fotografia de guerra de todos os tempos. Kim Phuc (a garotinha nua) corre ao longo de uma estrada perto de Trang Bang, no sul do Vietnã, após um ataque aéreo com napalm. Para sobreviver, Kim arrancou a roupa em chamas do corpo. Fotografia: Nick Ut
8 — Execution of a Viet Cong Guerrilla (1968)
Execution of a Viet Cong Guerrilla
Ganhadora do prêmio Pulitzer, a fotografia mostra Nguyen Ngoc Loan, chefe da polícia sul-vietnamita, disparando sua pistola contra a cabeça de Nguyen Van Lem, oficial Vietcong, em Saigon. Embora chocante, a fotografia não conta toda a história. O homem assassinado havia matado uma família. Fotografia: Eddie Adams
9 — Autoimolação (1963)
Autoimolação
Em 11 de Junho de 1963 durante uma manifestação na cidade de Saigon, Vietnã, contra a política religiosa do governo, o monge budista vietnamita Thich Quang Duc ateou fogo em seu próprio corpo em um processo de autoimolação. Thich Quang Duc virou um mártir da resistência à guerra na Ásia. Fotografia: Malcolm Browne
10 — Mãe migrante (1936)
Mãe migrante
Um ícone da Grande De­pressão e uma das fotos mais famosas dos Estados Unidos. Florence Owens Thompson, 32 anos, desolada por não ter comida para alimentar os filhos. Jor­nalistas americanos passaram décadas tentando localizar a mãe e seus sete filhos. No final dos anos 1970 ela foi encontrada, não prosperara muito. Vivia em um trailer. Fotografia: Dorothea Lange

quinta-feira, maio 30, 2013

Educa Mais Brasil está com inscrições abertas em Coari


As pessoas interessadas em concorrer a uma bolsa de estudo de até 50% já podem se inscrever no Educa Mais Brasil, programa de inclusão educacional que está disponibilizando vagas para graduação EAD em Coari. O processo de inscrição é gratuito e feito exclusivamente através do site do programa: www.educamaisbrasil.com.br.

Para participar da seleção é necessário que o candidato não tenha condições financeiras de arcar com a mensalidade integral e, no caso dos cursos de graduação, esteja há pelo menos 6 meses sem estudar. “Esses critérios são justificados pelo objetivo do programa que é fortalecer o setor educacional do país, sendo uma importante alternativa para estudantes que antes não tinham perspectiva de ingressar no ensino superior ou em uma escola de qualidade”, afirma Andréia Torres, Diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil.

Em todo o estado há mais de 8.600 vagas disponíveis entre todos os níveis (ensino básico, graduação e pós-graduação) para o segundo semestre deste ano. “O processo de aprovação acontece enquanto houver processo seletivo nas instituições. No entanto, como as vagas são limitadas, é importante que o candidato se inscreva o quanto antes”, explica Andréia.

10 anos de atuação - Nesse semestre o Educa Mais Brasil completa uma década de atividade no cenário educacional do país. Durante esse período, o programa beneficiou mais de 180 mil estudantes e formou parceria com mais de 2.600 instituições de ensino, entre universidades, centro universitários, faculdades e escolas.  Hoje, o programa está presente em mais de 600 municípios de todos os estados, disponibilizando bolsas de estudo de até 50% para o ensino básico e cursos de graduação e pós-graduação, nas modalidades presencial e a distância (EAD).

Para mais informações acesse www.educamaisbrasil.com.br ou entre em contato com a central de atendimento através dos telefones 0800 724 7202/ 0800 724 7775. 

Assessoria de Imprensa do Educa Mais Brasil