Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sábado, agosto 06, 2011

Vítima de atentado, prefeito de Coari (AM) descarta perseguição política

Após fazer exame de corpo de delito no IML, prefeito Arnaldo Mitouso, falou rápido com a imprensa, mas afirmou não ter suspeitos para a tentativa de homicídio

Ao falar com a imprensa Arnaldo Mitouso descartou que a tentativa de homicídio tenha ligação política (Antonio Menezes)
 
Dentro de duas semanas o Instituto Médico Legal (IML) deve expedir o laudo com o resultado do exame de corpo de delito ao qual o prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso, 53, foi submetido na manhã deste sábado (6), em virtude da tentativa de homicídio, do qual foi vítima, nesta sexta-feira (5) à noite, em companhia do segurança Celidônio Aires da Silva, 52.
De acordo com a equipe profissionais do IML que atenderam Mitouso e Celidônio – mas que pediram o sigilo constitucional da fonte -, os tiros que atingiram o prefeito de Coari teriam sido superficiais, ou seja, de raspão, enquanto o segurança foi atingido na cabeça pelos estilhaços dos vidros do veículo, quando  o mesmo foi atingido pelas balas.
Após ser submetido aos exames, Arnaldo Mitouso, falou rápido com as equipes de reportagem que se encontravam no local e afirmou não ter suspeitos para o atentado, e muito menos ter recebido ameaças de morte, além de descartar que o ataque tenha partido de algum grupo político rival.
Entretanto, o secretário de Comunicação de Coari, Diego Braga, que acompanhava Mitouso, chamou a atenção para o fato de que, na manhã desta sexta-feira , o prefeito foi agredido fisicamente durante a realização de uma reintegração de posse, de um terreno particular, em Coari.
O atentado será investigado pela Delegacia de Repressão e Combate ao Crime Organizado (DRCO).
Ao sair da sede do IML, Arnaldo Mitouso, em companhia do segurança Celidônio seguiu escoltado por uma viatura das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), para a sede da Delegacia Geral de Policia Civil, localizada no bairro Dom Pedro, Zona Oeste de Manaus, para prestar depoimento.

Fonte: ACritica

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são Moderados: