Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sexta-feira, setembro 26, 2008

José Lobo recua de disputa


José Lobo (de paletó) durante a cerimônia de filiação no Partido Comunista do Brasil, em junho do ano passado. Ele teve o nome envolvido na Operação Vorax

Aristide Furtado
Especial para A CRÍTICA
Depois de ficar sem o vice na chapa para Prefeitura de Coari, com a desistência do vereador Evandro Moraes (PTB), a Executiva Estadual do PCdoB decidiu abortar a candidatura do deputado José Lobo a prefeito de Coari. O partido decidiu também marchar ao lado de Arnaldo Mitouso (PMN) no bloco de oposição ao candidato de Adail Pinheiro, o vice-prefeito Rodrigo Alves (PP).

Ontem, a direção estadual da legenda se reuniu para tratar do assunto. Segundo o deputado estadual licenciado e secretário estadual de Produção, Eron Bezerra, a sigla pretende somar forças com o grupo de oposição a Adail Pinheiro. "O objetivo é fortalecer o pólo oposicionista que está melhor situado eleitoralmente. No caso, pelos dados das pesquisas, é o Mitouso. O partido lá em Coari já fez uma reunião e aprovou esse indicativo da regional", explicou Eron.

Segundo Eron, José Lobo, em conversa com o presidente estadual do PCdoB, Antônio Levino, já havia concordado com a retirada da candidatura. "O passo seguinte é esse indicativo ser discutido com o Lobo no diretório de Coari. Ele (Lobo) viajou para lá hoje (ontem) para tratar disso", disse Bezerra.

Na verdade, a campanha de Lobo nem chegou a decolar. O deputado foi um dos indiciados pela Polícia Federal na Operação Vorax, que investigou um esquema de fraudes em licitações na Prefeitura de Coari. Na véspera da campanha eleitoral, Lobo, que atuou como secretário municipal de obras, teve o nome estampado nos jornais como um dos ex-assessores de Adail Pinheiro envolvido nas irregularidades.

A candidatura do deputado estadual enfraqueceu ainda mais com a debandada do seu candidato a vice, o vereador Evandro Moraes. O ex-companheiro de chapa migrou para a campanha do ex-vereador Arnaldo Mitouso, em uma articulação dos políticos que se opõem atualmente a Adail para fazer frente a Rodrigo Alves, o vice-prefeito que ficou mais de 40 dias preso no complexo penitenciário Antônio Trindade.

Para Eron Bezerra, Coari é uma cidade estratégica na estrutura geopolítica do Estado. "Defendemos a criação de um pólo de desenvolvimento em Coari. Lá temos um histórico de luta contra esse grupo de Adail Pinheiro. Todas as principais denuncias contra a administração de Adail foram protocoladas pelo PCdoB", ressaltou.

Com a iminente saída de Lobo, e a impugnação da candidatura de Ossias Jozino, a disputa pela prefeitura de Coari, que começou com cinco chapas, vai seguir apenas com três: Mitouso, Rodrigo Alves e Messias do Lojão

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são Moderados: