Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, janeiro 22, 2014

A População de Coari se Pergunta pelo Posicionamento dos Vereadores.


Essa semana a cidade de Coari se viu dentro de todos os meios de comunicações em nível nacional, isto depois da matéria vinculada no domingo à noite no Programa Fantástico, na rede Globo de Televisão, na qual houve as denuncias dos casos de pedofilia na esfera do Poder Executivo Municipal.

Durante a semana, os vários jornais e sites fizeram a cobertura e desdobramentos dos fatos, e principalmente a partir da chegada do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) que veio sobre a determinação do Ministro Joaquim Barbosa, verificar se existe uma blindagem no Prefeito Adail Pinheiro, junto ao Judiciário do Amazonas.

Com tudo isso acontecendo, nossos vereadores, fiscais do poder executivos, não se pronunciaram sobre o assunto, deixando assim, uma lacuna para a população, pois foram eleitos para cumprir suas funções de: Legislar, Propor (indicar) e Fiscalizar.

Esse é o melhor momento para que os mesmo possam ajudar a lavar a alma da cidade. Se eles mesmos fizessem o impedimento (Impeachment) ou impugnação de mandato do Prefeito de Coari, seria muito difícil ele, Adail Pinheiro, conseguir uma liminar para voltar, uma vez que nesse clima, quem do poder judiciário quisesse se corromper, haveria uma pressão da impressa (o 4º poder) e da opinião pública, juntamente com as fiscalizações do CNJ, impediriam qualquer artimanha implícita através de compra de liminar.

O Povo esperar uma atitude em nome do resgate moral de nossa cidade. Temos respeito pelos nossos vereadores, pois sabemos das dificuldades de se manter um grupo político em Coari com os novos tempos, na qual há pouco reconhecimento pelo trabalho do vereador, e há a cultura ou subcultura de que o mesmo deva sustentar seu grupo político com empregos e favores, mas apesar disso tudo, vocês nossos representantes legais, não podem ficar indiferentes ou apáticos à situação gravíssima que nossa cidade se encontra.

Antes do golpe militar de 1964 já se ouvia a frase “Façamos a revolução antes que o povo o faça”. Em Coari, o ideal seria façamos a intervenção antes o governador o faça. Imaginem um interventor nomeado pelo governador e sem compromisso pelo com nossa cidade, nomeando pessoas que não são de Coari. E mais ainda, usando Coari como massa de manobra para a próxima eleição.

Em suma, esperamos uma posição efetiva e de responsabilidade dos nossos representantes nesse momento de decisão para a nossa cidade.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são Moderados: