Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

domingo, junho 10, 2007

Caçada ao serial killer


Isabella Siqueira
(Colaborou Adriano Silva)

Os Departamentos de Inteligência (DIs) da Secretaria de Segurança Pública e polícias Civil e Militar mobilizaram equipes ontem para tentar prender o cinegrafista Antônio dos Santos Soares (foto), 25, o Tony, acusado de matar a ex-namorada, Maria Adelaide Soares Holanda, 19, a cunhada, Maria Adriana Soares Holanda, 15, a própria filha, Rayssa Vitória Soares Holanda, de apenas 1 ano e dois meses, e a babá da criança, Marcela Correa, 14, cujos corpos foram encontrados na manhã de sexta-feira (8) enterrados no quarto alugado pelo suspeito, na rua Chaves Noruega, bairro Santo Agostinho, zona oeste. Ele também é suspeito de matar a dona da pensão onde morava, Izabel Martins, 42.

Para isso, todas as saídas da cidade – portos, rodoviária e aeroporto – estão sendo monitoradas. Além disso, cartazes com o rosto do foragido teriam sido distribuídos para facilitar sua localização com base em denúncias.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Seqüestros (DEHS) e a Gerência do Serviço de Inteligência da Polícia Civil. Segundo Mário Bahia, da Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops) um delegado plantonista do 5º Distrito Policial teria conseguido falar com o acusado por telefone e tentou convencê-lo a se entregar, mas ele desligou o aparelho. Na manhã de ontem, a polícia entrou com pedido de prisão preventiva contra Tony, mas até o fechamento desta edição os documentos ainda estavam sendo analisados pelo juiz plantonista Genesino Braga.

Segundo a assessoria de imprensa da SSP, o secretário Francisco Sá Cavalcante pediu empenho de todo o contingente da polícia neste caso. Blitze de segurança estão sendo feitas em toda cidade, mas ate o fechamento desta edição, Tony ainda não havia sido localizado.

A equipe do Em Tempo foi até à casa da família do acusado, no beco Brasil, rua do Campo, Santo Agostinho. O local estava fechado com cadeados, e os vizinhos apenas limitaram-se a dizer que a casa foi abandonada no início da noite de ontem.

Os cadáveres foram descobertos por ocasião do assassinato de Izabel Martins, morta com três tiros após cobrar os aluguéis atrasados de Tony, segundo testemunhas. Ao revistarem o quarto do acusado, os policiais desconfiaram de uma camada de cimento fresca e, minutos depois, encontraram os corpos. As quatro vítimas estavam desaparecidas desde fevereiro último.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são Moderados: