Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

sábado, julho 14, 2007

Primeiro vírus de computador completa 25 anos


Aniversários e outras datas comemorativas geralmente são um tempo para celebrar. No mundo da computação, entretanto, há datas não tão positivas: em 2007, por exemplo, acontece o aniversário de 25 anos dos vírus para computadores. Em 1982, um vírus escrito por Richard Skrenta, estudante dos Estados Unidos na época com 15 anos, começou a aparecer nos sistemas do Apple II. A comemoração, que ganhou inclusive um artigo na revista “Science”, refere-se somente ao ano de criação da praga, pois sua data exata não é certa.

Conhecido como “Elk Cloner”, o vírus infectava o sistema operacional se copiando em disquetes e mostrava uma poesia mal-feita com seu nome -– sua intenção não era causar danos, mas criar uma brincadeira. Algumas pessoas gastaram algum tempo se preocupando com a ameaça, mas quase ninguém previu que esse era apenas o começo de uma indústria multimilionária de antivírus.

Apesar desse começo sem muito crédito, os vírus e malwares hoje fazem parte de nosso dia-a-dia. O problema cresceu de forma lenta nos anos 80, mas não passou muito tempo antes que realmente começasse a dizer a que veio. Em 1988, a praga “Morris Worm” se espalhou pelo mundo, causando interrupções na recém criada internet. Em 1992, houve um grande apelo em relação ao vírus Michelangelo, que ameaçava destruir dados em máquinas infectadas. Desde então, muitos códigos maliciosos tiveram seus 15 minutos de fama, causando prejuízos de bilhões de dólares.

Mesmo com os melhores esforços dos pesquisadores, os malwares não irão desaparecer tão em breve. Computadores são extremamente difíceis de serem deixados seguros, e os humanos são, geralmente, a ligação mais fraca -- tanto que os criminosos se aproveitam geralmente de sua distração e ingenuidade para infectar computadores e continuar espalhando suas pragas.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são Moderados: