Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, abril 10, 2008

Campanha antes do início das escavações


Euzivaldo Queiroz
Os dutos que serão utilizados na condução do gás natural em Manaus foram encomendados de São Paulo e da China


Terezinha Patrícia
da equipe de A CRÍTICA

O diretor técnico da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), Hermano Mattos, disse ontem que a Sanyo sinalizou com a possibilidade de produzir em Manaus ar condicionados a gás. Serão máquinas para grandes consumidores. Matos, que não forneceu mais elementos sobre a intenção da multinacional, comentou, ainda, durante coletiva de imprensa, que, a partir de maio, a Cigás lançará uma campanha de esclarecimento na mídia, informando à população os locais das obras de escavação das ruas onde serão instalados os dutos condutores de gás natural na cidade - serviço orçado em R$ 82 milhões. Taxistas e motoristas de ônibus receberão folhetos e outras orientações para o trânsito.

Matos confirmou para junho o início da abertura de valas. A conclusão está prevista para fevereiro de 2009. De 80 empresas do Pólo Industrial de Manaus (PIM) consultadas, Moto Honda, a Yamaha e a Videolar manifestaram interesse em usar gás natural. Ele disse que os trabalhos da rede de distribuição de gás estão na fase de atualização da topografia.

Os tubos foram encomendados de indústrias da China e de São Paulo e estão em fase de fabricação e revestimento. O traçado da rede de distribuição compreende 43 quilômetros de extensão e vai passar por vários pontos da cidade onde estão situadas as usinas da Manaus Energia e dos produtores independentes de energia. As primeiras obras serão executadas em três frentes simultâneas de trabalho: a estação situada no bairro de Aparecida, Centro, Zona Centro Sul que prosseguirá pela avenida Constantino Nery; a da Ponta Negra, na Zona Oeste, e a do Mauazinho, na Zona Leste, que prosseguirá pela avenida Solimões, no Distrito Industrial. Todo o cuidado será tomado para que as valas abertas para a instalação dos tubos sejam fechadas num prazo máximo de 72 horas. Todos os trechos das obras serão amplamente sinalizados, promete o diretor.

Tarifa

O presidente da Manaus Energia, Willamy Frota, diz que os consumidores serão beneficiados com a mudança da matriz energética de óleo combustível para gás natural.

O custo de produção é um dos componentes que entram na elaboração da tarifa, mas ainda não é possível quantificar em termos de redução de valores. Quanto a conversão das usinas, ele garante que o trabalho estará concluído até a chegada do gás em Manaus.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são Moderados: