Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, outubro 02, 2008

DIÁRIO DO AMAZONAS
Quinta-feira, 2 de outubro de 2008


Comoção Multidão acompanhou saído do corpo do hospital de Coari ANTÔNIO SEIXAS Da sucursal em Coari O motototaxista Gevaldino Souza da Silva, 29, conhecido como `Geba', é suspeito de assassinar Rodiney Paulino Pinheiro, 25, com três tiros de revólver, disparados pelas costas, por volta das 11h de ontem, na orla da cidade de Coari (a 363 quilômetros a oeste de Manaus). Segundo investigadores da 10ª Delegacia Regional de Polícia Civil (10ª DRPC), o motivo do crime foi vingança. Rodiney era acusado de matar o irmão de `Geba', crime que aconteceu no ano de 1997, com um golpede terçado.`Geba', segundo a polícia, planejava executar Rodiney na data de aniversário dele, na última segunda-fei ra. "Ele queria dar esse `presente de aniversário' e como não conseguiu executar o crime na data planejada, fez na manhã de ontem", disse a delegada da 10ª DRPC, Lucimar de Amorim Felipe. O suspeito está foragido e até o início da noite de ontem era procurado pela Polícia Militar e investigadores da Polícia Civil. Segundo a delegada Lucimar, o suspeito morava em Manaus há dez anos e foi a Coari somente para vingar a morte do irmão. A delegada disse que Rodiney descansava, na manhã de ontem, embaixo da estrutuestava sentado na carroceria de um carro, após realizar panfletagem nos barcos atracados na orla da cidade, quando foi surpreendido com os tiros. "Os colegas dele (do Rodiney) ainda tentaram persegui-lo, mas o `Geba' se virou edissequeatiraria em quem fosse atrás dele e fugiu", disse Jonas. De acordo com o exame cadavérico realizado no Hospital Regional de Coari (HRC), um tiro atingiu a parte de trás da cabeça perfurando o lado esquerdo da face e os outros dois atingiram o ombro esquerdo, perfurandopulmãoecoração,provocando morte instantânea. Centenas de pessoas lotaram a área externa do HRC para acompanhar a liberação do corpo para o velório e enterro. De acordo com Lucimar, Rodiney foi recolhido a uma instituição para adolescentes infratores de Manaus pela morte do irmão de `Geba', onde permaneceu por três anos, mas foi liberado e retornou para Coari.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são Moderados: