Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

terça-feira, agosto 09, 2011

Advogado pede investigação contra prefeito de Coari

Ele afirmou ter recebido uma mensagem por SMS, do telefone celular de Mitouso, com a frase: “Quero informar que o guerreiro está ferido, mas não está MORTO”.


Evandro Moraes disse que recebeu a ameaça do celular do prefeito.
 
Manaus - O ex-secretário municipal de administração de Coari (a 363 quilômetros a oeste de Manaus), o advogado Evandro Moraes, entrou hoje com pedido de investigação na Polícia Federal (PF) contra o prefeito Arnaldo Mitouso (PMN), por crime de ameaça.

Ele afirmou ter recebido uma mensagem por SMS, do telefone celular de Mitouso, com a frase: “Quero informar que o guerreiro está ferido, mas não está MORTO”. Segundo Moraes, a mensagem foi enviada no último domingo, às 9h17, do celular de número 9258-81XX.

Mitouso foi alvo de atentado na última sexta-feira, em que quatro homens tentaram matá-lo, quando seguia de carro pela Avenida Torquato Tapajós, zona norte de Manaus. Ele foi baleado no pescoço, mas sobreviveu. A investigação está sendo conduzida pela Polícia Civil e ainda não há suspeitos. Evandro disse que pediu exoneração do cargo de secretário de administração, no dia 27 de julho, alegando não se sentir mais à vontade em trabalhar na atual gestão, sem dar detalhes.

Após receber o SMS, Evandro entendeu que a mensagem teve tom ameaçador e buscou apoio da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil Seção Amazonas (OAB-AM). “Eles querem me amedrontar e transformar o atentado contra o prefeito num fato político. O conteúdo da mensagem poderia ter outro sentido se eu ainda fosse aliado de Mitouso, mas não sou mais. Eu pedi exoneração do cargo recentemente e acredito que houve, sim, uma ameaça”, afirmou.

O ex-secretário foi recebido pelo superintendente da PF, Sérgio Fontes, e a reunião durou duas horas e meia. O presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB, Epitácio Almeida, disse que Evandro apresentou várias denúncias contra a administração da Prefeitura de Coari, com documentos técnicos. “As denúncias que ele formalizou envolvem casos de âmbito federal”, afirmou. Evandro, no entanto, negou ter feito denúncias contra a Prefeitura de Coari.

Arnaldo Mitouso assegurou que o teor das mensagens que passou, não só para seus secretários, como para os vereadores, amigos e correligionários, nada têm de ameaçadora ou ofensiva. As mensagens ainda estão na memória do seu celular, assim como todos os números telefônicos para os quais foram enviados, e estão à disposição da imprensa ou de qualquer interessado.

O teor da mensagem, letra por letra, é o seguinte: “Seu guerreiro tá ferido, mas não está morto. Bj. “Eu não sabia que beijos era sinal de ameaça. Não dá pra entender a linha de raciocínio desse funcionário. Eu apenas quis dizer que estava vivo, tão somente”, explicou o prefeito. que afirma não entender o comportamento do ex-secretário que há poucos dias pediu exoneração do cargo.

“É tão estranho esse comportamento que provoca a suspeita de que o secretário esteja com algum complexo de culpa por algo que tenha feito”, acrescentou.

Fontes: DiárioAM

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são Moderados: