Archipo.Wilson. Tecnologia do Blogger.

domingo, novembro 05, 2006

Como explorar melhor o Google



Conheça algumas dicas e técnicas para explorar ao máximo esta indispensável e poderosa ferramenta.
O Google não pára de crescer. Em uma pesquisa realizada em 72 países, ele foi eleito como a marca que mais impacto causa na vida das pessoas. O porquê desse sucesso todo? Praticidade, rapidez nas respostas, interface “limpa”, grande quantidade de links agregados, seções que facilitam pesquisas e precisão.

Não a toa que o site tem indexadas hoje mais de três bilhões de URLs ou páginas. Pergunte a qualquer amigo o que é que ele usa para fazer pesquisas na internet, e a resposta será, muito provavelmente, o Google. Em segundo lugar está o Yahoo! - com o qual, aliás, o Google tem parceria.

VOCÊ CONHECE TODAS AS FUNCIONALIDADES DO GOOGLE?

Apesar de todo esse sucesso, muita gente ignora que o Google é mais do que um simples site de busca e não usa todas as ferramentas que o mesmo oferece.

Você conhece, por exemplo, a seção de notícias (Google News), que “varre” quatro mil fontes de notícias em tempo real, e tem editorias como Brasil, mundo e negócios? E o News Groups (Google Groups), com grupos de bate-papo freqüentados por pessoas de todo o mundo? E o novíssimo Froogle, que busca produtos em vários países do mundo por palavras-chave e ainda faz comparação de preços? E o Google Image Search, especializado na busca de imagens?

Outra seção ainda pouco explorada é a Google University Search, ferramenta que reduz o universo das buscas a sites e bancos de dados acadêmicos. Uma preciosidade para pesquisadores e estudantes.

COMO PESQUISAR NO GOOGLE?

A principal regra é contextualizar. Aliás, esta regra é importante em mecanismos de busca, em discurso verbal, escrito, etc... É importante contextualizar. Nem as pessoas nem os mecanismos de busca sabem o que nós estamos pensando. Em alguns casos, contudo, esse contexto pode ser omitido. São os casos mais comuns, mais procurados, que os mecanismos normalmente retornam o resultado mais comum nos primeiros lugares.

Por exemplo, Unix é um sistema operacional inventado no fim dos anos 60 e muito popular na internet e na área da computação. Se você procurar apenas por unix é natural que as primeiras dezenas, ou mais, de ligações encontradas, sejam relacionadas com esse sistema operacional. Neste caso não é preciso contextualizar. Mas se você quiser encontrar informação sobre a marca de canetas Unix, convém adicionar uma ou outra palavra extra.

OPERADORES DE PESQUISA

Existem alguns operadores e opções que são úteis para refinar as buscas. Os operadores são palavras-chave ou sinais que se colocam na caixa de procura, juntamente com o restante texto, para produzirem buscas mais precisas: ou seja, são usados para controlar a pesquisa, e não como elementos a pesquisar.

+palavra

Algumas palavras, por serem muito freqüentes, são automaticamente ignoradas pelo mecanismo de busca. O uso do símbolo + força que essa palavra seja incluída. Por exemplo, como fazer um bolo equivale a fazer bolo, pois como e um são ignorados. Enquanto +como fazer +um bolo devolve resultados mais relacionados com o tema.

-palavra

Faz toda a diferença usar um hífen (simbolizando menos) quando você quer excluir palavras de sua busca. Neste caso, coloque primeiro a palavra que você quer encontrar (exemplo: borracha), depois, para eliminar respostas desnecessárias, dê um espaço, coloque o hífen e, colada a ele, a palavra que deseja excluir. No caso, escolhemos a palavra “escolar” (se você quer informações sobre a fabricação de borracha, de que lhe servirá um monte de sites sobre a borracha usada nas escolas?). A sentença ficará assim: borracha -escolar. Pronto: à sua disposição, todas as informações sobre seringais, borracharias e correlatos.

“frase completa”

Quando pesquisamos os termos como escrever bem é feita uma varredura pelos termos como, escrever e bem. Como a procura tenta encontrar páginas que contenham todos os termos, os resultados podem até ser satisfatórios, mas mesmo assim não garantem que a frase apareça como está. Esta técnica é útil para procurar seqüências de palavras muito específicas.

link:url

Procura por páginas que tenham ligações para o URL especificado.

Exemplo: páginas que apontem para o site da Internext link:www.internext.com.br

related:url

Procura por páginas que tenham relação com o URL indicado.

Exemplo: páginas relacionadas ao site da Internext related:www.internext.com.br

site:url

Restringe as pesquisas a conteúdo no URL (e sub-URLs) indicado. Esta é uma das opções mais úteis. Permite fazer pesquisa dentro de sites normalmente de forma muito mais eficiente do que as funcionalidades de pesquisa do próprio site.

Exemplo: informação sobre segurança de redes, na Internext: site:www.internext.com.br segurança de redes

intitle:palavra

Pesquisas que contenham a palavra indicada no título da página.

inurl:palavra

Páginas cuja palavra indicada esteja presente no URL da página. Útil para encontrar recursos por nome, quando a sua colocação nos sites é estruturada.

Por exemplo, no www.freshmeat.net um site que anuncia software, os artigos lá expostos têm “/articles/” no URL. Assim: site:freshmeat.net inurl:/articles/ - dá-nos uma lista de artigos desse site.

PESQUISA AVANÇADA

Em http://www.google.com.br/advanced_search?hl=pt-BR existe um página de procura avançada. Estão disponíveis algumas opções que só aqui se conseguem usar, como:

• páginas escritas em determinadas linguagens (inglês, português, ...);
• arquivos num dado formato (PDF, PS, ...);
• páginas modificadas nos últimos 3, 6 e 12 meses;

As outras opções são front-ends para os operadores especiais:

• Caixa domain – equivale ao operador site:
• Caixa similar – equivale ao operador related:
• Caixa links – equivale ao operador link:


OUTROS SERVIÇOS DO GOOGLE

Além de pesquisa na web, o Google fornece uma variedade de outros serviços, muitos dos quais não são tão amplamente conhecidos como a pesquisa web:

• http://images.google.com — procura de imagens
• http://groups.google.com — procura nos grupos de discussão
• http://directory.google.com — serviço de diretório: informação classificada por tópicos
• http://news.google.com — serviço de notícias
• http://answers.google.com — perguntas e respostas
• http://translate.google.com/translate_t — tradução de texto entre umas poucas línguas.

MAIS - MAIS - MAIS...

E pra finalizar, o grande segredo é: não desistir na primeira página de respostas retornada. Nem na segunda...

Quando todos os truques de cima não conseguem localizar algo nos primeiros resultados, é porque a informação que queremos é muito específica e procurada por poucas pessoas. É provável que não exista nenhuma seqüência de pesquisa que a localize de imediato. Algumas vezes só é possível encontrar o resultado esperado entre as páginas vinte e trinta, por exemplo.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são Moderados: